X

Formas de pagamento no Opencart: saindo do básico

Published on: mar 06 2015 by Daniel Assad

A FORMA DE PAGAMENTO e sua mecânica de funcionamento influenciam no abandono de carrinho e podem fazer sua taxa de conversão aumentar ou diminuir. Por isto, dedicar tempo e investimento para este pedaço da sua loja virtual te trará mais ganhos no futuro.

 

Durante muito tempo, e ainda, quando se pensa em loja pequena ou média a primeira forma de pagamento que vem na cabeça é o Pagseguro ou similares como Bcash e Moip. São os INTEGRADORES DE PAGAMENTO.

As vantagens dos Integradores são inúmeras: Eles são mais simples, conhecidas no mercado, não precisam de muitas configurações e o contrato/adesão é rápido. Além de outras facilidades e segurança como antifraude nativo, desconto no frete, etc. Você apenas precisa fazer o contrato com o Integrador e toda a relação com os BANCOS e BANDEIRAS é realizada por eles.

 

Mas existem alguns pontos fracos para os INTEGRADORES que por seu baixo custo de investimento dominam os pequenos e médios e-commerces. As duas reclamações que mais recebo é em relação à mecânica de pagamento que, durante muito tempo, apenas podia ser realizada na página do próprio Integrador. Isto funciona assim: O cliente sai da sua loja virtual para um outro ambiente, digita os dados de pagamento e volta para sua loja. E isso, como já sabemos, aumenta o abandono do carrinho. A segunda reclamação é em relação as taxas altas (apesar de eu achar justo uma vez que os Integradores oferecem muitos outros serviços sem a necessidade de contratação extra – mas cada um sabe onde o sapato aperta). A boa notícia é que esses “problemas” abriram espaço para concorrência e com mais gente no mercado a qualidade de todos os prestadores de serviços melhoraram. O crescimento do Opencart também trouxe muitas extensões e ampliaram a possibilidades de escolha.

 

Vamos falar um pouco sobre elas?

 

Tornando o básico mais interessante Integradores como o Pagseguro já tem novas mecânicas para concorrer com a chegada de outros personagens (mais sobre eles a seguir). Estou falando da “mecânica” LIGHTBOX ou PAGAMENTO TRANSPARENTE. Outras empresas com o conceito parecido com o Pagseguro surgiram no Opencart como Akatus, IUGI, entre outras.

 

Ambiente Externo Lightbox Transparente
conclusao_padrao checkout_lightbox checkout_transparente
Básico Intermediário Profissional
O cliente sai da sua loja para efetuar o pagamento e depois é retornado. Um “pop-up moderno” é aberto por cima do seu site. Os dados são digitados diretamente na sua página.

 

Os INTEGRADORES são famosos por aceitarem muitas bandeiras e meios de pagamento (boleto, transferência, débito…). Na galeria de extensões do Opencart você encontra todas as mecânicas acima disponíveis para o Pagseguro e para outros Integradores. A mecânica Pagamento Transparente necessita de alguns requisitos no seu servidor (mais abaixo).

 

Os tradicionais Cielo e Redecard também lançaram suas versões de pagamento para lojas virtuais, com menos meios de pagamento, porém com bastante adesão para quem, por algum motivo, quer fugir do Pagseguro e similares. Ambas as empresas tem opção de pagamento em página fora do site e transparente e facilmente você encontrará extensões para esses dois na galeria de extensão do Opencart.

 

Se a quantidade de meios de pagamentos dessas empresas separadamente não forem suficientes para seu negócio, existem no mercado “agrupadores”, GATEWAYS DE PAGAMENTO, que permitem aceitar diversas empresas num único módulo, além de outros serviços extras. Diferente dos INTEGRADORES, você deve negociar e contratar cada “empresa de pagamento” separadamente para tornar eles ativos no seu Gateway. Alguns destes Gateways você encontrará na extensão do Opencart e normalmente sua mecânica é o Transparente.

 

Checkout transparente

 

O formato “transparente” é o mais usado nas grandes lojas e graças aos motivos já comentados acima a utilização dele em lojas pequenas ou iniciantes se tornou mais comum e simples. Logo, se você está pensando em algo mais avançado e moderno leia mais sobre este modelo.

 

Dependendo da sua escolha da empresa que irá ser a responsável pelo pagamento na sua loja virtual dois novos elementos podem surgir no cenário, são eles: SISTEMA AUTIFRAUDE e SSL.

O SSL é um certificado de segurança para seus clientes (compradores) e é instalado no seu servidor. Então o primeiro passo é entrar em contato com sua hospedagem e verificar quais são os itens necessários para você contratar e instalar o SSL e com a empresa responsável pelo pagamento quais são os requisitos do SSL. A partir daí, procurar uma empresa que fornece este serviço. Normalmente o pagamento de um SSL é mensal ou anual e já não é nada de impossível pagar por ele.

O ANTIFRAUDE é para prevenir o vendedor (você). É um sistema que mede o risco da transação em relação ao usuário que está comprando seu produto. Ele irá te informar se esta compra tem um risco baixo, médio ou alto, diminuindo o chargeback (cancelamento da compra) e evitando que você fique no prejuízo, já que quando este cancelamento acontece você não receberá o dinheiro desta venda. As empresas de Antifraude contam com um serviço de segurança que cobrem o risco caso você queira vender mesmo quando o risco for médio ou alto. Nos INTEGRADORES esta função é nativa já para as outras empresas de pagamento, algumas contam com este serviço extra.

Filed under: Blog e Dicas, Comércio Eletrônico, Opencart

Deixe um comentário

*

*